Terça-feira, 4 de Setembro de 2007

Pastilhas

Epá o gajo não é apreciador de pastilhas.

Não é de agora, já vem de trás. Sinceramente utilizei a pastilha elástica enquanto fumei às escondidas dos pais e masquei algumas ainda antes de fumar. Mas como dizia, a coisa nunca me despertou muito interesse, fosse porque me cansavam os maxilares, sim sou um preguiçoso compulsivo, ou porque passadas meia dúzia de voltas na cavidade bucal as ditas ficavam sem sabor e, a inteligência precoce dos meus dois neurónios, proibia-me de mascar borracha mole...

Seja como for! Ontem o meu besnico, o sobrinho mais novo entenda-se, pediu-me uma pastilha e eu todo solícito, não só me ofereci para lha dar, como também resolvi voltar a experimentar mascar uma pastilha.

Foi aqui que começaram os problemas.

Minha Nossa Senhora do Rosário, ou outra que tal que o gajo também não é esquisito no que toca a santidades, eu pedi duas pastilhas e a senhora do café perguntou-me de que sabor. Eu lógicamente perguntei que sabores ela tinha... e foi então que tive a "revelação".

Porra existem mais sabores de pastilha que pulgas num cão vadio.

Desculpem lá mas a que é que sabe uma pastilha de sabor a "Fire", ou por outro lado a "Ice"? Soa-me ao mesmo problema das águas gaseificadas, água de tudo e mais alguma coisa, que afinal, e estás já provei, estão para a água castello, ou pedras (simples), como a cerveja mole está para a Super Bock, ou seja, sabem a mijo.

Cadê a facilidade de chegar, enconstar o nariz ao linóleo do balcão da tasca do Zé Fonseca, inalar aquele bafo a vinho e gordura e pedir uma Gorila de mentol, ou, avaria das avarias, uma Super Golrila, lembram-se? eram em forma de cubo e grandes como a porra.

Eu não sou muito avesso às modernices mas hão-de ser modernices com jeito porra, não pastilhas que sabem a fogo, a não ser que sejam medicinais; sim porque a minha mãe sempre me disse, enquanto virava o frasco do alcool sobre os meus joelhos completamente escalavrados e ensanguentados, "o que arde cura meu filho, o que arde cura", e eu aos berros, "pois, por este andar deita-lhe o fogo, assim poupas no alcool..."; e as pastilhas Fire sirvam para curar herpes labial e pela mesma ordem de ideias as de sabor Ice sejam receitadas pelos dentistas para ajudar a anestesiar a dor...

Quanto a mim ruminei uma pastilha de morango na companhia do meu puto enquanto viamos os DVD's do Bob, o construtor e do Ruca e passei o resto do dia com dores na cremalheira....

publicado por Flame às 12:26
link | comentar | favorito
2 comentários:
De Andi a 4 de Setembro de 2007
Lol. Pois, acho que hoje há todos os sabores e mais alguns, não sou muito fã também de uma "gama", mas de vez em quando lá ataco. Mas nunca experimentei sabores exóticos, digamos.

O que se aprende com os sobrinhos... Não tenho nenhuns, mas o que não me falta à minha volta são crianças! :P

Beijinhos.
De Madalena a 6 de Setembro de 2007
olá tens outro desafio no meu blog, beijo.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Olha que esta....

. Alunos Vs Professores, ou...

. Depressões, desculpas e g...

. Ponto da Situação!

. Pastilhas

. Desafios

. Ecos de Marraquexe

. Orgulhosamente sós? Uma p...

. Acabaram-se as férias! (O...

. O gajo vai de férias. (É ...

.arquivos

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub